Notícias

MEIO AMBIENTE

Polícia Civil participa de fiscalizações em áreas de desmatamento ilegal em Apiacás

22/03/2021 - 16:34

Assessoria/Polícia Civil-MT

Foto: Sema-MT

A Polícia Civil participou de uma operação de fiscalização de desmatamento ilegal deflagrada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), entre os dias 15 a 19 de março, em Apiacás (1.010 km ao norte de Cuiabá). Os trabalhos resultaram na apreensão de maquinários e equipamentos, além de sete pessoas que responderão a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por envolvimento em crime ambiental.

A operação foi coordenada pela pela Sema, por meio da Diretoria Regional de Alta Floresta, em parceria com a Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Alta Floresta. 

Durante os trabalhos foram atendidos alertas de desmatamento nas cidades de Apiacás, Nova Bandeirantes, Nova Monte Verde, e Paranaíta.Entre os materiais apreendidos estão, dois tratores de esteira, um trator de pneu, uma escavadeira hidráulica, e cinco motosserras. 

Em um dos pontos de alerta de desmatamento no município de Apiacás, as equipes encontraram dois homens operando duas máquinas tipo trator esteira em área de desmate ilegal, ou seja, sem a devida autorização da Sema para ser desmatada.

Durante os trabalhos, os policiais identificaram como dono dos veículos o proprietário de um serraria do município. Em outro ponto sem autorização da Sema para desmate, as equipes encontraram mais um funcionário que estava um trator a mando do proprietário do imóvel rural.

Em mais uma fiscalização, os policiais da Delegacia de Apiacás e os fiscais da Sema foram até uma fazenda onde encontraram pessoas realizando a extração de ouro (garimpo) de forma irregular, sendo o gerente da propriedade conduzido para as providências cabíveis.

Os suspeitos identificados durante os trabalhos responderão a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental. O delegado de Apiacás, Antenor Junior Pimentel Marcondes, destaca que as ações da Sema são frequentes na região sempre contando com apoio da Polícia Civil durante as fiscalizações.

“A Sema fica com a parte administrativa, realizando a apreensão dos bens e dando a sua devida destinação, enquanto a Polícia Civil fica responsável pelos procedimentos policiais relacionados aos crimes ambientais, assim como pela segurança das equipes de fiscalização”, disse o delegado.

 

 

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia