Notícias

DELEGACIA DA MULHER DE VG

Reestruturação de unidade contribui para aumento na produtividade e ações preventivas

28/12/2019 - 08:02
Delegacia da Mulher, Criança e Idoso fechou este ano com 1.555 inquéritos instaurados de crimes envolvendo violência doméstica e familiar

Assessoria | PJC-MT

Alcançando meta de produtividade, uma das unidades especializadas da Polícia Civil, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso de Várzea Grande, finaliza 2019 com a conclusão de 1.700 inquéritos relativos a investigações de crimes envolvendo violência doméstica e familiar, bem como na responsabilização do agressor e proteção a vítima.

Durante os doze meses, a Delegacia Especializada instaurou 1.555 inquéritos, realizou quase 4,3 mil oitivas e requisitou aproximadamente 750 medidas protetivas. Foram efetuadas 33 prisões de  autores de crimes, além de desenvolver ações sociais e projeto preventivo.

De acordo com o delegado titular, Claúdio Alvares Sant'Ana, a unidade apresentou o balanço de 2019 com recorde de produtividade desde quando foi inaugurada no atual endereço, situada na Rua Almirante Barroso, n. 298, na região central de Várzea Grande.

Um das razões para o aumento do rendimento no serviço desenvolvido e prestado à sociedade, foi a reestruturação da DEDMCI, com investimentos e melhorias na infraestrutura, além do acréscimo no número de servidores que colaboram diariamente para o funcionamento da delegacia e suas atribuições.

“A nova sede oferece melhores condições de trabalho para policiais e atendimento digno ao público em geral, e a reorganização dos profissionais feita pela Delegacia Regional de Várzea Grande com lotação de novos investigadores e escrivães, e principalmente o compromisso e dedicação de toda equipe, são alguns dos fatores que tornam a DDM do município uma delegacia diferenciada”, enalteceu o delegado Claúdio Alvares Sant'Ana.

Acompanhamento

Uma das metodologias de trabalhos realizadas pela unidade ocorre no ato da confecção da medida protetiva, sendo perguntado a vítima se deseja o acompanhamento da Patrulha Maria da Penha, que é uma das políticas públicas adotadas no município, realizada pela Polícia Militar e a Guarda Municipal de Várzea Grande.

Desde março desde 2019, a Delegacia da Mulher encaminha por meio digital as medidas protetivas na plataforma do Processo Judicial Eletrônico (PJe), dando celeridade ao recebimento e deferimento das medidas pelo Judiciário. Antes, o prazo de envio era de até 48 horas e agora as medidas são comunicadas no mesmo dia, podendo ser rapidamente apreciadas pelos juízes ea notificação imediata ao agressor.

Papo de homem para homem

Paralelamente às atividades policiais, a delegacia também criou o projeto “Papo De homem para homem” que tem como proposta levar orientação e buscar a conscientização do homem agressor, para que ele possa entender padrões de condutas machistas que levam à violência contra suas parceiras, inserida em um sistema de contexto social e no ciclo da violência.

O “Papo de Homem para Homem” é realizado por meio de palestras voltadas ao público masculino e de todas as faixas etárias. O projeto recebeu por meio de parceira com um grupo de empresários, materiais impressos para divulgação do trabalho de cunho preventivo. Foram confeccionados mais de 1 mil exemplares de um folder com esclarecimentos sobre a violência doméstica e familiar, tipos de crimes, curiosidades, entre outras orientações.

Para o delegado Claúdio Alvares Sant'Ana, as ações integradas desenvolvidas neste ano, em conjunto com demais órgãos da Segurança Pública, entidades estaduais, municipais, entre outras parceiros, também atuaram de forma importante, fortalecendo a rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar, criada para oferecer o atendimento, amparo e suporte às vítimas.

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia