Notícias

NOTA DE PESAR

Polícia Civil lamenta morte de investigadora que atuava em Várzea Grande

20/02/2021 - 17:26
Núbia Aparecida era considerada uma referência no trabalho dedicado à Delegacia da Mulher de VG

Assessoria/Polícia Civil-MT (Atualizada com informações do sepultamento)

Com muito pesar, a Polícia Civil de Mato Grosso lamenta a morte da investigadora Núbia Aparecida dos Reis Souza, 44 anos. Ela faleceu neste sábado, 20 de fevereiro, em um hospital particular, em Cuiabá, em decorrência de complicações causadas pela covid-19.Núbia foi diagnosticada no início deste mês com coronavírus e desde o dia 09/02 estava internada e necessitou ser intubada. Ela tinha comorbidades.

Servidora dedicada, não deixou em nenhum momento de prestar seu melhor trabalho à Polícia Civil, instituição na qual ingressou em 2002 por meio de concurso público.

“Núbia estava sempre pronta pra atender o público e aos colegas. Era uma mulher doce, mãe de família carinhosa e amável com todos, um verdadeiro pilar da delegacia. Estamos todos desolados. Uma perda muito grande pra família da DEDMCI”, descreve a amiga e investigadora, Edileuza Gonçalves.

Núbia estava lotada na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande desde a inauguração da unidade, pela qual demonstrava diariamente seu comprometimento e dedicação.

O delegado Cláudio Álvares Sant’Ana, que trabalhou por mais de seis anos com a investigadora, reforça a extrema dedicação dela ao trabalho e às pessoas que procuravam os serviços da delegacia. “Ela foi meu braço direito por muitos anos e dedicou sua vida à instituição. E mesmo com alguns problemas de saúde, a unidade sempre podia contar com ela em tudo, para investigações, operações. É uma perda muito grande para todos nós, para a instituição como um todo”, lamenta o delegado.

Em março deste ano, a investigadora faria 19 anos de serviço na Polícia Civil. O delegado regional de Várzea Grande, Daniel Valente, também lamentou o falecimento da profissional e destacou o empenho dela nas atividades policiais que a tornaram um exemplo para a instituição.

A Polícia Civil externa condolências a toda a família, esposo, filhos, colegas e amigos da servidora.

Em virtude das restrições por causa da covid-19, não haverá velório. O cortejo para o sepultamento sairá neste domingo (21), às 10h30, direto do Hospital Jardim Cuiabá para o Cemitério Bom Jesus de Cuiabá. 

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia