Notícias

HOMENAGEM

Policiais recebem elogio por rápido esclarecimento de homicídio cruel em Rosário Oeste

18/05/2020 - 17:48

Assessoria/Polícia Civil-MT

Policiais de Rosário Oeste (128 km a Oeste de Cuiabá) e da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande foram homenageados, nesta segunda-feira (18.05), com elogio pela rápida atuação no esclarecimento de um bárbaro homicídio, cometido a mando de uma facção criminosa.

A entrega do elogio foi realizada pelo delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende, que destacou a importância da ação policial, ressaltando que o trabalho representa o brilhantismo de muitas outras ações realizadas pela Polícia Civil de Mato Grosso.

“Sei da importância de receber um elogio pelo bom trabalho realizado e uma investigação tão rápida e contundente como esta não poderia passar batido”, disse Resende.

O documento de elogio enaltece os policiais que não mediram esforços ao desempenho de suas atribuições funcionais. “...atuando com total comprometimento, seriedade, demonstrando altíssimo grau de profissionalismo, cooperação e esmero, obtendo resultados positivos durante as diligências que culminaram no desmantelamento e prisão dos autores do homicídio doloso com alto grau de crueldade, ocorrido no município de Rosário Oeste”, diz um trecho da homenagem

Receberam o elogio, o delegado Guilherme de Carvalho Bertoli e os investigadores, Roberto Rodrigues de Oliveira, Paulo Cesar da Silva, Lucácio Barroso da Silva, João Paulo de Oliveira, Jean Marcel Pereira de Almeida e Silva e Allan Carlos da Guia Paiva

O homicídio

O crime com indícios de crueldade ocorreu no dia 09 de maio, quando o corpo da vítima foi localizado em um lixão de Rosário Oeste. A vítima estava com as mãos amarradas com fios de energia e apresentava perfurações pelo tórax.

A execução foi gravada em um aparelho celular dos criminosos e difundida pelo aplicativo WhatsApp para diversos grupos, com o esboço de demonstrar crueldade em que membros de uma facção julgaram, condenaram e executaram a vítima, que integrava um grupo rival.

Logo que iniciaram as investigações, as equipes da Polícia Civil conseguiram identificar os suspeitos realizando a prisão de um deles. Outros dois envolvidos no crime foram identificados e tiveram as ordens de prisão representadas pelo delegado Henrique Trevisan.


 

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia