Notícias

NÚCLEO DO IDOSO

Polícia Civil realiza duas ações de proteção aos direitos dos idosos

19/11/2019 - 18:39

Assessoria | PJC-MT

Duas operações com objetivo de garantir os direitos da pessoa idosa foram desencadeadas pela Polícia Judiciária Civil em trabalho desenvolvido pelo Núcleo Especializado do Idoso, da 2ª Delegacia de Polícia do Carumbé em Cuiabá.

Na primeira ação, deflagrada na quinta-feira (14.11), os policiais averiguaram denúncias de locais em que estariam ocorrendo maus tratos contra idosos, crimes de discriminação por motivo de idade, e ameaça.

Segundo o delegado do Núcleo do Idoso, Vitor Chab, das cinco denúncias apuradas, foram instaurados três inquéritos policiais e dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO). “Foram instaurados inquéritos policiais uma vez que os crimes são culminados com a Lei Maria da Penha, cometidos no próprio seio familiar, filho cometendo crime contra vítima idosa”, disse o delegado.

Em outra ação do Núcleo do Idoso, vinculada com a Delegacia Regional de Cuiabá, foram realizada, na segunda-feira (18.11), visitas a duas instituições de abrigos de idosos. A operação tinha o objetivo de verificar a situação dos idosos nas duas unidades, como são tratados, metodologia de atendimento, conversas com monitores e diretores e outras averiguações.

Em um do locais foi encontrada uma idosa em estado de abandono, cuja responsabilidade seria de um sobrinho, sendo o caso informado a 34ª Promotoria Civil do Idoso.

“Foi uma visita para conhecer a realidade dos abrigos, instalações, alimentação, e pagamentos. Nos locais, conversamos com os idosos, assistentes sociais, coordenadoras, com objetivo de fiscalizar e verificar o efetivo cumprimento do Estatuto do Idoso”,destacou Vitor Chab.

O delegado destacou ainda que o Núcleo do Idoso continuará com as orientações para as vigilâncias de agências bancárias, atendentes de Unidades de Pronto Atendimento,  com intuito de sensibilizar as pessoas para  a vulnerabilidade da pessoa idosa, que precisa receber atendimento diferenciado.

“Assim como as políticas públicas para mulheres, crianças e adolescentes, os idosos também precisam de um tratamento especializado, ou seja, um atendimento condizente, sendo sempre colocado o estatuto do idoso como referência”, destacou o delegado.

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia