Notícias

ESTATÍSTICAS

Mato Grosso é um dos estados com menor taxa de homicídios

05/06/2018 - 09:50
Victor Cabral | Sesp-MT

A | A

Mato Grosso (MT) é um dos estados brasileiros com menor índice de homicídios. Em março deste ano foram registrados 47 crimes violentos. Na região Centro-Oeste, Goiás contabilizou 193, em Mato Grosso do Sul foram 97 e no Distrito Federal 45, de acordo com o Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (04.06).

O índice nacional de homicídios, criado pelo site de notícias, aponta que ao menos 3.716 pessoas foram mortas no Brasil em março de 2018. Os números consolidados são referentes a homicídios dolosos (quando há intenção de matar), latrocínio (roubo seguido de morte) e lesões corporais seguidas de morte.

Investimento é uma das razões que fazem Mato Grosso estar como um dos estados com menos homicídios. O Governo de Mato Grosso já investiu desde 2015 mais de R$ 5 bilhões (RS 5.045.211.713,03) apenas na Segurança Pública.

Segundo dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgados em 2017 pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Mato Grosso é a terceira unidade da federação que mais investiu no setor.

O atual governo estadual, sob a gestão de Pedro Taques, convocou até o momento 3.663 profissionais da Segurança Pública. Além disso, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) tem investido, por exemplo, em viaturas, foram adquiridas mais de mil até o momento.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, ressalta que os investimentos em áreas operacionais e de inteligência têm tornado mais eficiente a Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Corpo de Bombeiros Militar (CBM-MT) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Gustavo Garcia ainda destaca que Mato Grosso tem investido em unidades policiais, seja, por exemplo, com reforma, construção e locações de imóveis. “O governo prioriza a Segurança Pública e os investimentos também têm fortalecido a regionalização das atividades policiais”.

O quadro da Sesp conta com, por exemplo, 8.091 praças militares, 825 oficiais militares, 2.133 investigadores de polícia, 709 escrivães de polícia, 694 cargos comissionados (muitos ocupados por servidores de carreira), 395 peritos oficiais, 291 profissionais de desenvolvimento econômico e social, 219 delegados de polícia, 123 profissionais da área meio do Poder Executivo Estadual, 97 papiloscopistas e 62 técnicos de necropsia.

 

A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram. Siga-nos!

Assessoria de Comunicação Social
www.pjc.mt.gov.br
asscom@pjc.mt.gov.br
(65) 3613-5673

Compartilhe essa notícia