Pular para o conteúdo
Voltar

Polícia Civil cumpre 16 mandados judiciais contra o tráfico de drogas em Alta Floresta

Na ação foram apreendidas armas de fogo, drogas, dinheiro, balança de precisão, entre outros materiais
Assessoria | Polícia Civil-MT

PJC-MT
A | A

Dezesseis mandados judiciais foram cumpridos pela Polícia Civil, na quarta-feira (30.11), no município de Alta Floresta (803 km ao norte de Cuiabá), durante a operação “Boca Maldita”, deflagrada para desarticular o comércio de entorpecentes instalado na região.

Foram cumpridas treze buscas e apreensões e três prisões preventivas, tendo como alvos residências e comércios utilizados para a venda ilícita. As ordens foram expedidas pelo juízo da Comarca local após investigação da Delegacia de Alta Floresta.

A ação resultou na apreensão de porções de drogas, três armas de fogo, munições, dinheiro, balança de precisão, celulares, cadernos com anotações, além de outros materiais usados para o tráfico. Ao todo doze pessoas foram conduzidas, bem como lavrados sete procedimentos flagranciais. 

Os suspeitos envolvidos foram autuados por tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção de menores, porte ilegal de arma de fogo e posse irregular de arma de fogo. Um dos presos vinha sendo procurado desde a operação “Torquemada”, pelos crimes de homicídio e tortura.

Em dois dos endereços, sendo uma casa no bairro Bom Pastor e outro uma quitinete, as equipes apreenderam porções de entorpecentes. No outro ponto alvo das buscas, um hotel, o hóspede de 45 anos foi surpreendido com uma pistola 9 milímetros e mais 16 munições do mesmo calibre.

Já em outro local no bairro Setor D foram localizadas uma espingarda artesanal de calibre 22 e mais quatro munições. O morador que estava com o mandado de prisão foi preso.

A operação “Boca Maldita” contou com a participação de 60 policiais civis das Delegacias de Polícia dos municípios de Alta Floresta, Apiacás, Colíder, Nova Canaã do Norte, Paranaíta, Sinop e Juína.