Pular para o conteúdo
Voltar

Polícia Civil esclarece furto em ótica em Várzea Grande com prisão de suspeito e de receptadora

Investigações iniciaram após os policiais tomarem conhecimento dos fatos pela imprensa
Assessoria | Polícia Civil-MT

Polícia Civil-MT
A | A

O autor do furto qualificado ocorrido em uma ótica na região central de Várzea Grande foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na terça-feira (22.11), poucas horas após a equipe da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município (Derf-VG) tomar conhecimento dos fatos pela imprensa. 

O suspeito confessou o crime e foi autuado em flagrante por furto majorado pelo repouso noturno e qualificado pela destruição de rompimento de obstáculo e concurso de pessoas. Na mesma ação, uma mulher que adquiriu óculos furtados da loja também foi presa em flagrante pelo crime de receptação. 

Antes da vítima procurar a delegacia para registrar o boletim de ocorrência, os policiais da Derf-VG tomaram conhecimento dos fatos pela imprensa e iniciaram as investigações. Em diligências no estabelecimento comercial, foi confirmada a ocorrência de furto com prejuízo de aproximadamente R$ 25 mil para a empresa. 

Durante as diligências, os policiais conseguiram identificar e localizar um dos autores do furto, que confessou a sua participação no crime. Questionado, ele disse que praticou o furto com o intuito de conseguir dinheiro para fazer uso de drogas e que não conhecia o seu comparsa, tendo se unido a ele apenas para a prática do crime. 

Em continuidade às investigações, os policiais também localizaram uma mulher que havia adquirido do suspeito três óculos subtraídos da empresa. A suspeita também foi conduzida à Derf-VG e responderá pelo crime de receptação. 

O suspeito possui 16 passagens criminais pela prática de roubos e furtos, além quatro condenações também por crime de furto e estava em liberdade mediante uso de tornozeleira eletrônica, porém deixava o dispositivo desligado para dificultar a sua prisão em flagrante. 

A delegada titular da Derf-VG, Elaine Fernandes de Souza, destaca a importância do registro do boletim de ocorrência, logo após os fatos. “O boletim de ocorrência é a forma como a Polícia toma conhecimento dos fatos, sendo necessário o registro como o fim de possibilitar o início imediato das diligências e garantir que seja possível a prisão em flagrante do suspeito, assim como a recuperação dos bens subtraídos.