Pular para o conteúdo
Voltar

Polícia Civil prende em flagrante suspeitos de cárcere privado de adolescente e associação criminosa

Outros dois suspeitos foram detidos pela PM e também autuados pelos crimes; foram apreendidas drogas e mais de R$ 8 mil com o grupo criminoso
Raquel Teixeira | Polícia Civil-MT

PC-MT
A | A

Três pessoas foram presas nesta terça-feira (03.05) pela Polícia Civil, em Primavera do Leste, pelos crimes de sequestro e cárcere privado de menor de idade, constituição de organização criminosa, tráfico de drogas e associação criminosa. Os policiais apreenderam em dois endereços alvos da investigação mais de 8 mil reais, entorpecentes e simulacro de arma de fogo.

A equipe da Delegacia de Roubos e Furtos de Primavera do Leste (Derf) estava em diligências para apurar uma ocorrência de sequestro e cárcere privado contra uma adolescente de 14 anos, quando dois suspeitos foram detidos pela Polícia Militar e encaminhados à central de flagrantes da Polícia Civil. Os policiais da Derf seguiram a um endereço na localidade do Vale Verde, no município de Poxoréu, para localizar o principal suspeito da ação criminosa contra a adolescente.

Na residência, os investigadores encontraram o suspeito, de 24 anos e a esposa dele, de 20 anos. No quarto do casal foram encontrados porções de pasta base e o dinheiro. Em entrevista, o suspeito indicou a participação de outra pessoa, que morava nas proximidades, onde estaria escondida um fuzil, que depois foi constatado ser uma réplica, além de pertences utilizados no tráfico encontrados n barraco. O terceiro suspeito também foi conduzido para a Drf e todos autuados em flagrante por tráfico de drogas.

Sequestro e cárcere privado

Conforme a ocorrência inicial atendida pela PM, uma adolescente de 14 anos teria sido mantida em cárcere privado e uma residência por criminosos ligados a uma facção que, supostamente, teriam a intenção de aplicar um 'salve' contra a vítima como castigo por fazer publicação em rede social com críticas à organização criminosa.

A apuração da Polícia Civil aponta que a adolescente foi levada até a casa de uma mulher, que disse que precisava conversar com a menor. Quando estava no local, chegaram outras pessoas dizendo ao pai da vítima que levariam a menor, por conta das aludidas postagens nas redes sociais, forçando-a a subir na garupa de uma motocicleta e tomando rumo ignorado.

O pai da vítima acionou a PM, que foi até o local indicado e conduziu um homem e a mulher para a Delegacia da Polícia Civil.

Os suspeitos apresentaram uma versão, inicial, que não se tratava de crime de sequestro, mas que a menor teria fugido de casa. Entretanto, a adolescente declarou que foi mantida em cárcere privado, em um local distante da cidade, por pessoas ligadas a uma facção criminosa.

Para apurar as informações dadas pela menor, uma equipe da Delegacia de Roubos e Furtos se deslocou até a comunidade do Vale Verde, onde foram realizadas as prisões dos outros suspeitos.

Os cinco foram autuados em flagrante por associação criminosa, por constituir organização criminosa, sequestro e cárcere privado e tráfico de drogas.