Pular para o conteúdo
Voltar

Polícia Civil prende autor de roubo e furto e comerciante por receptação

Assessoria | Polícia Civil-MT

Polícia Civil-MT
A | A

Dois homens, um envolvido em crimes de roubo, furto e o outro na receptação dos produtos, foram presos em flagrante pela Polícia Civil, na quarta-feira (29.04), durante investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá para apurar os crimes. Além da prisão dos suspeitos, a ação resultou na recuperação de parte dos objetos subtraídos das vítimas.

O roubo e o furto em duas residências, ocorreram na terça-feira (26), na região do bairro Morada do Ouro em Cuiabá. No primeiro caso, a vítima não estava em casa, quando o suspeito e dois comparsas (não identificados) arrombaram a residência e subtraíram diversos objetos (televisão, câmera, celular, entre outros).

A segunda casa foi invadida logo após a primeira, porém a vítima estava do lado externo da residência quando percebeu que os criminosos estavam subtraindo seus bens (televisores, notebook, semijoias). Ao ser avistada pelos suspeitos, a vítima foi rendida, recebendo ameaças até que os suspeitos fugissem com todos os bens.

Assim que foi acionada dos fatos, a equipe da Derf Cuiabá iniciou as diligências conseguindo identificar o veículo utilizado pelos suspeitos durante a prática dos crimes. Com base nas imagens, foi possível identificar um dos criminosos envolvidos no roubo e no furto. O suspeito foi localizado e com ele apreendido parte dos objetos subtraídos das duas vítimas.

Questionado, o suspeito confessou que a outra parte dos objetos foi vendida imediatamente após o crime para um comerciante de eletrônicos em um centro de comércio popular em Cuiabá. Com base nas informações, os policiais da Derf foram até o local, onde encontraram o notebook de uma das vítimas.

Diante dos fatos, o dono do comércio também foi detido e encaminhado à Derf. Na delegacia, após serem interrogados, o suspeito que subtraiu os objetos foi autuado em flagrante pelos crimes de furto qualificado e roubo impróprio majorado e o comerciante que adquiriu os produtos autuado por receptação qualificada.

Os materiais recuperados foram restituídos para as vítimas.